DF Suin realiza 8ª edição do Festival Sabor Suíno em Brasília

DF Suin realiza 8ª edição do Festival Sabor Suíno em Brasília

Os 30 estabelecimentos participantes vão preparar pratos exclusivos com a carne suína a preços especiais, do dia 23 de outubro a 5 de novembro

Com o objetivo de estimular o consumo da carne suína entre os brasilienses, a proteína será protagonista do 8º Festival Sabor Suíno em Brasília (DF). Este ano serão 30 restaurantes conceituados da cidade participando do festival gastronômico organizado pela Associação dos Criadores de Suínos do Distrito Federal (DFSuin) e pelo Sindicato dos Suinocultores do Distrito Federal (Sindisuínos), em parceria com a Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) e o Sebrae-DF.

O festival acontece anualmente e tem se revelado um importante incentivo aos suinocultores locais, pois é o momento de mostrar ao consumidor final que a carne suína é leve, saudável e saborosa. Os estabelecimentos participantes elaboraram pratos com cortes suínos em destaque e com preços acessíveis.

O presidente da ABCS, Marcelo Lopes, explica que o Brasil é o 4º maior produtor e exportador de carne suína, tem uma das suinoculturas mais tecnificadas do mundo e conta com alta responsabilidade ambiental e social. Mesmo assim, a proteína não é tão valorizada pelos próprios brasileiros e, por isso, eventos como este são importantes para estimular o consumo. “O objetivo do evento é levar a carne suína para os formadores de opinião dentro da gastronomia e mostrar ao brasileiro o que o resto do mundo já sabe: que a carne suína brasileira é de excelente qualidade, com processos de produção sustentáveis”, afirma.

O evento de lançamento do Festival Sabor Suíno foi realizado na última segunda-feira (16), o no restaurante Carpe Diem da 104 Sul. Na ocasião, estiveram presentes representantes das entidades parceiras, imprensa e produtores da região. O destaque da noite foi o filé mignon suíno, preparado pelo Chef Fernando La Rocque.

La Rocque afirma buscar sempre soluções de novos cortes para atender a clientela e aproveitar a carne suína por oferecer inúmeras opções para pratos diferenciados. “O festival é muito importante para a difusão do consumo de carne suína. A rejeição em relação a ela é, em parte, fruto da falta de trabalho dos chefs brasileiros de oferecer pratos diferentes com a proteína. É preciso fugir do tradicional e desenvolver receitas que cativem mais os consumidores”.

Para Rodrigo Freire, presidente da a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/DF), é muito importante valorizar este produto que tem tanto potencial a ser explorado. “A carne suína, além de saborosa, pode ser inserida nas altas casas de gastronomia. Hoje em dia dá pra colocar o suíno na entrada até a sobremesa. Dá pra fazer um pouco de tudo com ele, até cerveja! ”, ressalta. Além disso, Freire afirma que 2017 é um ano especial, pela maior valorização do produtor regional. “Brasília precisa valorizar mais quem produz aqui, pois a tendência da gastronomia é valorizar o produtor local”, completa.

O presidente da DFSuin, Ivo Jacó de Souza, considera o trabalho realizado para promover e acabar com os preconceitos em relação a carne suína não só marketing, mas “serviço de utilidade pública”, uma vez que os brasilienses podem ter a segurança de se tratar de uma carne de qualidade, bem inspecionada e produzida sob preceitos de bem-estar animal. “É fundamental mostrar ao consumidor final que produzimos carne de qualidade ímpar, com produção rigorosamente inspecionada e tecnologia exemplar para o Brasil inteiro”.

Ivo também fala das vantagens de pedir a proteína nos restaurantes da cidade. “Além de tudo, tem o menor preço e apresenta uma variedade de cortes que não podem ser copiados por outras carnes, proporcionando a elaboração de pratos especiais como o joelho de porco (eisenberg), a panceta e a bochecha que serão oferecidos nesta edição”, destaca.

O superintendente do Sebrae DF, Rodrigo de Sá, afirma que a entidade se sente motivada a participar do festival pela importância de se fomentar a cadeia produtiva da suinocultura regional. “Como apoiador no desenvolvimento dos pequenos negócios, o Sebrae se empenha no aprimoramento da suinocultura para que seu mercado se torne cada vez maior e mais qualificado”. Ele frisa que instituição está presente em todo o processo, por meio de capacitações e consultorias técnicas, permitindo maior competitividade no mercado. “O resultado desse trabalho está em cada deliciosa refeição servida ao longo do festival”.

Fonte: ABCS.

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas