ABCS investe na otimização da atividade suinícola e capacita inspetores zootécnicos

ABCS investe na otimização da atividade suinícola e capacita inspetores zootécnicos

Empresa destaca papel do evento da ABCS na condução do setor rumo ao futuro da atividade

 

Em mais uma iniciativa, a Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) teve a oportunidade de mostrar a tradição de seu trabalho em gerar e transmitir conhecimento para o desenvolvimento da cadeia como um todo. Nos dias 28 e 29 de maio, a ABCS realizou o curso para capacitação de inspetores zootécnicos em Concórdia, Santa Catarina, com o objetivo de capacitar profissionais que atuam nas granjas que emitem registro genealógico.

A iniciativa, que é uma realização da entidade nacional, em conjunto com a Embrapa Suínos e Aves, contou com o apoio da Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS), do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal (Fundesa), do Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos (Sips) e da Empresa Amiga MigPlus.

Participaram da capacitação cerca de 40 profissionais de diversos estados brasileiros, como Minas Gerais, Paraná, Goiás, Santa Catarina, São Paulo e Distrito Federal. Entre inscritos e convidados, estiveram médicos veterinários, técnicos agrícolas, zootecnistas e técnicos em agropecuária, representantes de empresas como Topigs, Agroceres, Pamplona, DB, Schoeler e Embrapa.

Na ocasião, a equipe da ABCS preparou uma recepção calorosa dos participantes e a gerente administrativa e financeira, Cássia Campanaro, apresentou o trabalho da associação em prol da suinocultura, abordando todas as ações realizadas ao longo do ano, os apoios e as instituições patrocinadoras que viabilizam o desenvolvimento do trabalho e seus resultados. Ela comentou sobre a realização do curso, que faz parte das atribuições do Serviço de Registros Genealógicos de Suínos da ABCS (SRGS), trabalho executado pela entidade por delegação do MAPA.

“Esse serviço faz parte do dia a dia das granjas e esta iniciativa permite que diversos profissionais se mantenham atualizados. Nesta edição, contamos com a parceria da Embrapa que gentilmente cedeu sua estrutura física para realizarmos os 2 dias de curso divididos entre parte teórica e prática”.

Fernando Gimenez, Superintendente do SRGS da ABCS, também estava presente e considera como uma iniciativa de sucesso. “Os temas abordados são muito oportunos para a capacitação desses profissionais em suas rotinas na seleção de material genético e também para o entendimento do regulamento do SRGS. Com a complementação prática na seleção de animais para a reprodução e também com a palestra sobre biossegurança das granjas de genética, temos certeza que os profissionais sairão capacitados para desenvolverem suas atividades nas granjas de melhoramento genético com mais conteúdo, comprometimento e profissionalismo”, destacou.

Para Janice Zanella, médica veterinária e chefe geral da Embrapa Suínos e Aves, é fundamental integrar as instituições para trabalhar em defesa dos interesses dos produtores. “A nossa missão é trabalhar para o produtor. A participação de nossos pesquisadores e técnicos na programação técnica, tanto teórica como prática é uma forma de compartilhar conhecimento gerado das nossas pesquisas. Por isso, a Embrapa é parceira da ABCS e de suas associações como a ACSURS e ACCS que também participaram e organizaram o treinamento”.

Programação

Durante os dois dias de evento os participantes conferiram palestras realizadas por profissionais renomados na área. Conheceram detalhadamente o regulamento do registro genealógico, as exigências relacionadas às auditorias e inspeções zootécnicas, os procedimentos de biosseguridade nas granjas de suínos, as características e critérios de desclassificação das raças suínas registradas na ABCS e os programas de melhoramento genético.

A capacitação contou com especialistas em áreas diversas, trazendo uma visão ampliada sobre as temáticas. Dentre os palestrantes estiveram os pesquisadores da Embrapa, Elsio Figueiredo e Nelson Morés, também da Embrapa, o técnico Nilson Woloszyn, o médico veterinário, Mauro Antônio Serafim, o inspetor zootécnico, Gilberto Moacir da Silva e a secretária do Sistema de Registro Genealógico de Suínos (SRGS/ABCS), Paula Althaus.

Na opinião da zootecnista Amanda Silva, o curso foi uma grande experiência profissional. “As palestras foram muito bem ministradas e os assuntos abordados se aproximaram bastante da realidade vivida nas granjas. Outro ponto positivo para mim, foi o pequeno número de participantes, o que permite mais debates e depoimentos pessoais sobre o trabalho de cada participante. A parte prática do curso foi extremamente proveitosa em termos de conhecimento, principalmente no meu caso, que trabalho diretamente com a seleção. Portanto, o curso superou bastante as minhas expectativas”.

Fonte: ABCS

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas